Homo evolutis

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Homo evolutis

A Revista Superinteressante edição 270 de out/09 contém em seu bojo um fato curioso; duas matérias contíguas e, em grande medida, conflitantes. A primeira, assinada pelo jornalista Reinaldo José Lopes, intitula-se Homem-Primata e trata das semelhanças comportamentais entre o homem “moderno” e o homem “das cavernas”. A segunda matéria, redigida pelo jornalista Salvador Nogueira, leva o título de Homem-Produto e profetiza que, muito em breve, os seres humanos vão “turbinar” a si mesmos; seremos, então, mais fortes, mais belos e mais inteligentes. De acordo com o autor, esta “potencialização” será tão intensa que poderá provocar o surgimento de uma nova espécie: o Homo evolutis. O nome de batismo (convenhamos, nada original) desta nova e “extraordinária” espécie animal foi cunhado por um cidadão chamado Juan Enriquez, presidente da empresa americana Biotechonomy. Nesta altura do artigo, talvez os leitores estejam se perguntando como este “milagre evolutivo” será levado a cabo. . . ora, simples. . . a engenharia genética e a robótica estão construindo e colocarão em operação a varinha de condão.

  • Mais Fortes – A robótica construirá para nós exoesqueletos que nos auxiliará quando algum acontecimento nos deixar debilitados; esta moderna carcaça será controlada pela mente. Hummmmmm. . . imaginem só esta sofisticada armadura nas mãos da bandidagem.  A engenharia genética, por sua vez, nos tornará resistentes a bactérias e vírus, como o HIV, por exemplo. Ora, vírus e bactérias estão por aqui há pelo menos 03 bilhões de anos e são, portanto, experts em adaptação. . . perdoem-me a franqueza, mas nesta briga eu aposto nos seres microscópicos.
  • Mais Belos – Cabelos loiros, pretos ou ruivos? Olhos azuis, verdes ou castanhos? Estatura baixa, média ou alta? Os chamados designer babies terão a aparência que o papai e a mamãe escolherem graças aos espetaculares avanços da engenharia genética. Pena que ainda não descobriram um jeito rápido e eficaz de embelezar a índole humana. . .
  • Mais Inteligentes –  Aqui entram os tais dos neurochips já mencionados (ironicamente) pelo Maurício Gomide no artigo Grande Novidade Tecnológica (04/10/2009). Engana-se quem pensa que estes minúsculos implantes cerebrais servirão apenas para receber e executar comandos. . . eles também armazenarão memórias, aprenderão e auxiliarão nosso cérebro a tomar as melhores decisões. . . fantástico, não?

Encerrando o artigo, o Sr. Nogueira escreve: “De qualquer forma, uma coisa é certa: como nunca antes, uma classe de criaturas está no caminho para dominar completamente seu destino biológico.”

Bem, diante do delírio do Sr. Nogueira veio-me a mente (isenta de neurochip, tá?) uma frase do biólogo Jacques Monod:

“Todas as religiões, praticamente todas as filosofias e até uma parte da ciência testemunham o esforço heróico e infatigável da humanidade para desesperadamente negar sua contingência.”

Quanto à outra matéria a qual me referi no início. . . bom, isto é assunto para um outro artigo.

Sobre

Antonio Radi

Engenheiro Agrônomo/Representante Comercial

Ver todas as publicações de Antonio Radi »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.