Mídia mascarando a verdadeira causa

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Mídia mascarando a verdadeira causa

Assim como pode ser lido no artigo “O que o aquecimento global pode provocar no Brasil e no mundo” e também em “Mudanças climáticas podem gerar caos ambiental e agravar pobreza mundial“, as mudanças climáticas podem ser responsáveis por muitas conseqüências, entre elas incluem-se um clima mais rigoroso, em que a seca começa a ampliar as regiões atingidas e de forma cada vez mais intensa, fazendo com que muitos locais que nunca sofriam com este problema passem a ser severamente castigados, como a seca na Amazônia.

Assim como a seca se intensifica, as enchentes também acompanham o mesmo ritmo, visto que com um clima desregulado torna propícia a variação da temperatura que influencia os fenômenos climáticos citados. Juntamente com os distúrbios climáticos, outro problema é desencadeado, pois ora apresentando ambiente seco, com elevadas temperaturas e ora ambiente úmido com temperaturas amenas, a intensificação de vetores responsáveis pela transmissão de doenças como a febre amarela também aumenta.

Vamos agora analisar este efeito dominó, que tem como maior responsável o homem. Com a crescente emissão de gases causadores do efeito estufa como o CO2 (gás carbônico) oriundo da queima de combustíveis fósseis como a gasolina ou queimadas em florestas, fazem com que maior calor fique retido na atmosfera terrestre, intensificando o aquecimento global.

Dessa maneira, apesar do nome “aquecimento” sugerir apenas aumento da temperatura, deve ser entendido como mudanças climáticas, pois quando a temperatura do planeta se eleva, provocando, por exemplo, seca excessiva, descontrola também outros meios, já que aumenta também a evaporação e com o derretimento das geleiras aumenta o nível dos oceanos, provocando também maior índice de enchentes.

E por que o homem é responsável pelo início desta corrente problemática? Porque inicialmente, assim como explicamos a dois parágrafos acima o que intensifica as mudanças climáticas é a emissão de gases poluentes que ocorrem basicamente por atividades humanas.

Vamos pensar em apenas alguns dos impactos humanos no meio ambiente que influenciam negativamente a esfera global e analisá-los criticamente.

Desmatamento:
O desmatamento para extração ilegal de madeiras, destruindo muitas vezes árvores centenárias que já haviam absorvido uma grande quantidade de gás carbônico da atmosfera e incorporado em sua biomassa por meio da fotossíntese, e que ainda continuariam captando gás carbônico do ar por muitos anos, passam agora a servirem exclusivamente como matéria-prima para indústria, por exemplo, para criação de móveis, que ficará sem nenhuma função no meio em que vivemos.

Na maioria dos casos para a extração ilegal de madeira é utilizada a prática da queimada, que emite grande quantidade de gás carbônico. Além de toda destruição das espécies vegetais, muitas espécies animais também são influenciadas, que sem seu habitat tradicional aumenta a disputa por espaço e há uma acentuada diminuição, o que favorece a extinção.

Assim perdemos muitas espécies, sejam vegetais que podem entrar em extinção inclusive plantas medicinais que ainda não foram estudadas e junto perdemos a possibilidade da cura para diversas doenças, e todos os seres-vivos que dependem dessa base da cadeia alimentar para alimentação, passam a sofrer gravemente com faltas de alimentos.

Qual a solução? Não adianta apenas aumentar a fiscalização para impedir desmatamentos ilegais, pois enquanto essa atividade trouxer lucros elevados, diversas alternativas são encontradas para burlar a fiscalização. Logo, está no poder da conscientização de cada um de nós em não sermos responsáveis pela compra de móveis de madeiras nobres como a carnaúba que geralmente são árvores centenárias, ou que apresentem qualquer origem duvidosa da matéria-prima e não contribuirmos para o “mercado do desmatamento”.

Também incentivar o reflorestamento planejado, visando recuperar a biodiversidade da flora e fauna, e restaurar os mais variados ecossistemas encontrados na Terra é uma solução que deve ser adotada juntamente com a minimização do desmatamento, pois além de reduzir a destruição ambiental, é necessário recuperar tudo que já foi destruído.

Combustíveis fósseis:
Somos uma sociedade altamente consumista, apesar de ainda não nos compararmos com o elevado consumismo dos norte-americanos ou europeus, as classes socioeconômicas mais altas no Brasil apresentam um estilo de vida muito próximo e classes intermediárias e até inferiores monetariamente classificadas também apresentam um nível de consumo alto. Entretanto, não é preciso deixar de lado nossos confortos, mas é preciso que tudo seja consumido de forma consciente, evitando assim o desperdício.

E também, agir, cobrando o governo e autoridades locais a investirem em soluções ecologicamente corretas para as cidades, como energia renovável, fazendo investimento na geração de energia solar, eólica, hidrelétrica e minimizando usinas termelétricas, tratamento de esgoto, reciclagem do lixo, entre outras ações. Essa atitude é muito importante, pois só assim permitirá que continuemos consumindo o que desejamos, desde que de forma consciente, mas reduzindo os impactos que causamos ao meio ambiente.

A mídia:
E por que as mídias mais populares, novamente, ocultam tantas informações? Por que se reduzem apenas a divulgarem notícias e pouco exploram outros pontos e idéias que deveriam ser difundidos? Será que o único objetivo deles é mostrar o sofrimento de pessoas que perderam familiares ou estão sofrendo porque tiveram suas casas arrasadas e perderam tudo que tinham? Com certeza.

O objetivo principal da maioria das fontes difusoras de conteúdos pouco opinativos e que exploram o lado sofrido das pessoas que foram atingidas por catástrofes é manipular seu público. Com essa base de conteúdos, as mídias exploram o lado sensitivo de cada pessoa e não o lado crítico. Ao mostrar alguém uma pessoa sofrendo em situação pior do que a nossa ficamos acomodados, sem perspectivas para mudanças, pois em nosso consciente fica estabelecida a idéia de que como há pessoas em situação pior do que a nossa então para nós está tudo ótimo, devemos agradecer tudo que temos e não nos preocupar em melhorar mais nada.

Porém o que devemos pensar é que a qualquer momento isso pode acontecer conosco. Como o próprio nome sugere, o aquecimento é “global”, influencia todo o planeta e de fato está atingindo de forma mais intensa áreas cada vez mais amplas. Sempre devemos ter um forte senso crítico perante qualquer informação que recebemos.

Não acreditem em todas as informações que são transmitidas pelo simples fato de serem veiculadas em fontes renomadas, e tente ir além da informação, buscar saber o que determinada causa nos influencia e como mudarmos a situação.

Artigos relacionados
Por que amar e ajudar a natureza?
Mudanças climáticas representam um problema de segurança mundial
Pode não haver mais soluções para salvar o mundo
Como diminuir o aquecimento global se nós alimentamos diariamente o efeito estufa?

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

  1. Mariano Perez
    Mariano Perezjan 17, 2008

    Excelente artigo. Realmente a mídia (principalmente as mais populares) só pensam em manipular as pessoas, para todos serem meros robozinhos que fazem o que são mandados. Achei ótima a iniciativa deste projeto (o qual já estou fazendo parte) e com certeza em breve fará muita diferença com o apoio de todos. Parabéns e já estou lendo o arquivo de outros artigos que já foram publicados.

  2. Marcos almeida
    Marcos almeidajan 17, 2008

    Concordo plenamente. Estávamos precisando mesmo de um portal que conscientizasse as pessoas, tanto para não serem manipuladas, como também para preservar o meio ambiente. Este é o melhor projeto da atualidade!!

  3. Marina Costa
    Marina Costajun 29, 2008

    Esta é a verdade temos que agir e rápido vc está de parabéns por este esclarecimento tão rico ,vamos juntos nesta luta para salvar o nosso planeta !

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.