Palco e Picadeiro

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Palco e Picadeiro

Depois dos fiascos que foram as rodadas de negociações sobre o clima em Bangcoc (encerrada no início de Outubro) e em Barcelona (realizada no início deste mês), fica a pergunta. . . o que esperar de Copenhague? Calma, calma!!! Antes de tentarmos responder esta “difícil” indagação, vamos puxar a memória um pouco.

Como bem sabemos, reuniões sobre o assunto já ocorreram aos montes; nestes encontros, centenas e centenas de representantes de dezenas e dezenas de nações debateram-se na busca de um acordo visando amenizar os significativos e prejudiciais impactos que o homem vem causando no clima do Planeta.

Bem, como somos todos seres inteligentes, era de se esperar que os citados encontros atingissem pleno sucesso, correto?  Claro, sem dúvida a resposta seria SIM!!! Mas, lamentavelmente, não somos tão inteligentes assim. . .  aliás, quando o tema é preservação ambiental, o que mais vemos é hipocrisia e estupidez.

Afinal, qual o principal objetivo destas reuniões? Ora, reduzir as emissões dos chamados gases do efeito estufa, grandes vilões do propalado Aquecimento Planetário (tem gente que discorda que a causa do “esquentamento” seja esta, tá?). Bem, e que raios de gases são estes? Bom, o mais famoso é o dióxido de carbono; mas também são importantes o metano e o óxido nitroso. E como são produzidos? Principalmente pela queima de combustíveis fósseis. Pô, então é só parar de queimar este troço, não é? Por que então os caras ficam masturbando o assunto e não resolvem isto de vez? (fiz aqui um pequeno monólogo, ok?).

Ah! Mas é justamente neste ponto que a coisa enrosca; reduzir a queima de combustíveis fósseis implica em desaceleração econômica, e isto ninguém (ou quase ninguém) quer realmente. Então, nas reuniões, fica aquele blá, blá, blá:

– Países Endinheirados: Porque só nós é que temos que reduzir nossa emissão de gases? Só porque somos responsáveis por mais de 50% das emissões mundiais? Isto lá é motivo? E como ficam nossas economias internas? Caramba estamos dando um duro danado prá sair da crise e vocês vem com este papo chato? Deixa a gente soltar gases em paz, poxa.

– Países Remediados: Vocêis já são ricos e nóis temos um monte de gente na miséria. Nóis precisamos crescer, gerar empregos, explorar o pré-sal, ops, quero dizer, explorar fontes renováveis de energia. Somos pobres e queremos ser ricos igual a vocêis aí em cima. Por falar nisso, vocêis poderiam descolar uma grana aí prá gente preservar nossas florestas. . . dá um trabalho danado fazer isso, sabiam?

– Países Endinheirados: Ok, guys!!! Reduzimos nossa soltura de gases se vocês também se comprometerem com metas de redução e ponto final! Por que só no nosso? E já fizemos as contas aqui de quanto dinheiro será preciso para o desenvolvimento de tecnologias “limpas”: algo em torno de U$400 bilhões, uma cifra, elevadíssima, impensável, absurda!!!! E ainda mais agora, que acabamos de torrar U$10 trilhões em nossos mercados para salvar nossas economias. . . nem pensar!!!!

– Países Remediados: Meus filhos, nunca antes na história destes países voceis viram algo assim; vamos reduzir a emissão de nossos gases em 40% até 2020, podes crer!!!

– Países Endinheirados: Ah!!! Agora vocês estão começando a falar nossa língua. . . 40%??? Bem, de nossa parte podemos pensar então em uns 15%, ok? Mas isto é só intenção, não compromisso viu? Afinal, precisamos da aprovação do Congresso. . .

– Países Pobres: Ei, quando é que a gente vai poder falar???

Certa vez o Pedro Malan disse que Davos é um Circo; referia-se o ex-ministro às reuniões anuais do Fórum Econômico Mundial que ocorrem sempre naquela cidade suíça. Inspirados no Malan, poderíamos então dizer que estas Conferências sobre Mudanças Climáticas são um Teatro. . . sim, um Teatro onde vários representantes vão fazer exatamente isto: “representar”.

Encerrando, volto à pergunta inicial: O que esperar de Copenhague??? Deixo a resposta por conta de meus leitores eventuais. . .

Sobre

Antonio RadiEngenheiro Agrônomo/Representante ComercialVer todas as publicações de Antonio Radi »

  1. Maurício Gomide
    Maurício Gomidenov 20, 2009

    É isso mesmo. O artigo fotografa exatamente o que está acontecendo há bastante tempo. Tenho participado como assistente de algumas conferências sobre meio ambiente. No final, não se aproveita nada. Nota-se que o relatório final faz uma ginástica prolixa, se contorce, e não fala nada. Essas reuniões são um circo mesmo. São realizadas com o propósito premeditado de nada resolver. Não precisamos esperar nada de Copenhague, a não ser embromações.

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.