Tamu mesmo!!!

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Tamu mesmo!!!

Recentemente recebi um jocoso e-mail apresentando o genérico verde-amarelo para o tão propalado (e salvador da pátria) Tamiflu. . . era o “Tamufu”, 100% nacional.

É. . .  já disseram que nós, brasileiros, somos muito gozadores; porém, no caso em questão, nem precisaríamos ser tanto. A “terrível ameaça” protagonizada pela “mortal” Gripe do Porco (e capitaneada pelos nossos “preocupados” grupos de mídia de massa) atirou o país dentro de uma paranóia que fez a alegria de laboratórios e farmácias. Sim, talvez sejamos grandes gozadores. . . mas, às vezes, somos também ridículos.

O supra citado genérico nacional é apenas uma piada. . . mas seu sugestivo nome parece-me  bastante adequado para ilustrar a situação de muitas áreas de responsabilidade pública neste país.

Ops!!! Estou em um site ambientalista, não é mesmo? Perdoem-me os leitores eventuais pelo leve desvio do foco. . . mas, falando francamente, alguém tem dúvida que “Tamufu” também na área Ambiental?

Ora, vejam, por exemplo, o festejado petróleo do pré-sal; pairam ainda dúvidas em relação às dimensões das reservas e quanto à viabilidade técnica e econômica da extração. No entanto, o governo está eufórico!!!! Tem até gente  falando em usar o dinheiro do “novo” petróleo para combater a pobreza (alguém aí já viu esse filme?)!!!.

Mas, pô!!! Em prol das gerações futuras não teríamos que parar de queimar combustível fóssil imediatamente?? Ao invés, então, de investir montanhas de dinheiro para produzir mais petróleo, não faríamos melhor se usássemos esta grana toda na  pesquisa e produção de fontes de energia menos danosas ao ambiente??

Durante a cerimônia de lançamento do marco regulatório do pré-sal, uma ativista do Greenpeace exibiu uma faixa onde lia-se:

“Pré-sal e Poluição: Não dá prá falar de um sem falar do outro”

Vocês acham que o gesto sensibilizou algum dos presentes ao evento?? Alguém poderia responder: “o Minc!!!” Não, nem ele. . . nosso Ilmo. Ministro do  Meio Ambiente ironizou o episódio; mas comemorou quando Lula prometeu que parte dos recursos do pré-sal seriam investidos na área Ambiental. . .

“Tamufu” ou não?

Sobre

Antonio RadiEngenheiro Agrônomo/Representante ComercialVer todas as publicações de Antonio Radi »

  1. mgomide3
    mgomide3set 02, 2009

    Bem abordada a questão do pré-sal. O sistema econômico de “levar vantagem em tudo” ofusca completamente os governantes do mundo. Não os deixa ter condições de raciocinar. Bem diz o articulista: “não faríamos melhor se usássemos esta grana toda na pesquisa e produção de fontes de energia menos danosas ao ambiente??”
    É difícil a luta dos ambientalistas. Estamos mostrando o abismo para cegos. Cegos mentais e espirituais; só enxergam o lucro. Mas não podemos esmorecer, pois temos a missão de consciência que nos empurra para a luta, tentando salvar a Vida planetária.

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.