Ação interna nos EUA para conter efeito estufa

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Ação interna nos EUA para conter efeito estufa

Mais um passo a frente ocorrendo internamente nos EUA. Desta vez, Arnold Schwarzenegger, governador da Califórnia, hoje em Miami na Cúpula da Mudança Climática, um encontro que teve duração de dois dias e terminou hoje, afirmou que a economia e o meio ambiente andam juntos e os Estados Unidos não podem deixar a natureza ser destruída, já que não haverá economia se o meio ambiente for destruído. O encontro reuniu acadêmicos, cientistas, ambientalistas e empresários de todo o mundo.

O governador californiano lembrou que 600 cidades americanas já assinaram acordos para reduzir a emissão de gases do efeito estufa. E também, assim como publicamos na notícia “Previsão dos impactos do aquecimento global nos EUA“, muitas autoridades americanas estão se empenhando para conter o aquecimento global, independente da posição do presidente Bush que reluta em admitir metas e estabelecer planos para reduzir significativamente as emissões do país.

O governador da Flórida, Charlie Crist elogiou Schwarzenegger ainda antes de seu discurso, apresentando o ator de origem austríaca como um grande líder visionário que pode ser considerado como uma “peça-chave” para combater o aquecimento global e incentivar muitas pessoas a se comprometerem em preservar o meio ambiente já que se trata além de um governador que foi reeleito no ano passado, um ídolo dos cinemas americanos.

Arnold Schwarzenegger alertou que temos um tempo limitado para enfrentar os desafios do aquecimento global e alterar hábitos de consumo dos recursos da natureza, passando a utiliza-los sem desperdício e por isso não podemos enrolar. O governador da Califórnia arrancou sinceros aplausos entre os participantes quando declarou que “devemos dizer ”hasta la vista, baby” para o efeito estufa”, frase em espanhol que ficou famosa quando foi dita por ele no segundo filme da trilogia “O Exterminador do Futuro”.

Entusiasmado, o governador da Flórida apoiou Schwarzenegger, e hoje, Crist assinou três ambiciosas leis para reduzir a emissão dos gases do efeito estufa no estado e ampliar a utilização de fontes renováveis de energia eólica e solar e também assinou o decreto que investe em pesquisas para aplicar energias alternativas como o etanol e o hidrogênio.

Com esta nova política energética impulsionada por Crist é marcado também o começo de acordos bilaterais com a Alemanha e o Reino Unido. Segundo um porta-voz do governador da Flórida, declarou em comunicado que os pactos foram acertados para “a centralização de medidas climatológicas em benefício mútuo”.

Schwarzenegger informou que interesses desonestos de diversas empresas poderiam fazer com que os esforços para substituir o uso dos combustíveis fósseis e reduzir a poluição sejam em vão, citando como exemplo uma campanha em Michigan que o acusava de prejudicar a indústria automotiva.

A Califórnia que foi o primeiro estado dos EUA a comprometer-se com a redução das emissões de gases do efeito estufa, baseando-se no Protocolo de Kyoto, mantém um projeto de criação de uma Estrada de Hidrogênio para 2010, que tem como objetivo desenvolver uma rede de estações de combustível de hidrogênio ao longo de estradas interestaduais e em centros urbanos, tendo apoio e determinação do governador Schwarzenegger para continuar este projeto.

Outra das iniciativas empreendidas por Schwarzenegger consideradas importante para frear o aquecimento global é a construção de 1 milhão de tetos solares na Califórnia até 2018. Além disso, definiu metas em o seu plano de luta contra a mudança climática com objetivo de reduzir os gases do efeito estufa em 25% até 2020, e com maiores reduções até 2050.

Para concluir, o governador da Califórnia aprofundou o significado da luta contra as mudanças climáticas e argumentou que, à margem de ideologias, “não há um planeta democrata e outro republicano. Há um só planeta, a Terra, e temos a responsabilidade de cuidar dele”, disse.

É sem dúvida de extrema importância ter uma autoridade política e um ídolo para muitas pessoas como o Schwarzenegger que defende objetivamente a determinação em conter as mudanças climáticas, representando um ícone como inspiração para outras pessoas incentivarem a colaborar com a preservação do meio ambiente e uma grande pressão para outras autoridades passarem a definir metas para redução nas emissões de gases poluentes.

Artigo relacionado:

Ondas de calor atingem agora os EUA e registram até 50°C

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.