Brasil participa de encontro sobre mudanças climáticas promovido pelos EUA

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Brasil participa de encontro sobre mudanças climáticas promovido pelos EUA

Juliana Cézar Nunes
Enviada Especial

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, convidou representantes de 15 países para discutir hoje (27) e amanhã (28) a política internacional na área de mudanças climáticas. O Brasil participa do encontro, representado por secretários dos ministérios das Relações Exteriores e do Meio Ambiente.

A iniciativa norte-americana gerou desconfiança na comunidade internacional, que considera a Organização das Nações Unidas (ONU) o fórum mais adequado para negociações sobre o que os governos devem fazer para, por exemplo, reduzir a emissão de gases poluentes, apontados por cientistas como principais causadores do efeito estufa.

Para o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, a reunião promovida pelos Estados Unidos pode ser válida para levantar desafios e algumas propostas. Mas, segundo ele, o Brasil só participará efetivamente de negociação no âmbito da ONU.

“O importante, e o próprio Bush frisou isso com muita ênfase pra nós, talvez até porque previsse que essa era a nossa posição, ele disse que queria fazer uma coisa que convergisse para os esforços das Nações Unidas”, conta Amorim.

“Ele tem a sua interpretação, que para atrair outros países para a mesa de negociação precisava fazer uma reunião desse tipo. Só acho que a gente não pode fazer reunião em fórum de 15 ou 20 e depois jogar para a ONU.”

De acordo com o ministro Celso Amorim, o Brasil participará de maneira intensa da Convenção sobre Mudanças Climática da ONU, marcada para dezembro, na Indonésia.

Nessa convenção devem ser definidas medidas sucessoras do Protocolo de Quioto, que começa a vencer em 2012. Atualmente, o protocolo obriga 35 países industrializados a reduzirem em 5% suas emissões de gases em relação aos níveis de 1990. A meta deve ser alcançada até 2012.

Grandes poluidores, como China e Estados Unidos, não seguem as recomendações do tratado. Ao anunciar o encontro sobre mudanças climáticas desta semana, Bush disse que o país está disposto a reduzir em 18% a emissão de gases poluentes nos próximos 10 anos.

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio Machado

Biólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.

Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.