Dia internacional do meio ambiente – 05 de junho

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Dia internacional do meio ambiente – 05 de junho

Hoje é um dia especial pela data de comemoração internacional do meio ambiente? Creio que não. Hoje é mais um dia, que assim como todos os outros, devemos preservar os recursos naturais, refletir sobre algumas questões ambientais, mantermos/mudarmos nossas atitudes para que não venham a agredir o meio ambiente.

Para começar, vamos retomar algumas atitudes que não devem ser esquecidas:

Utilizar conscientemente os recursos naturais;

Reunir-se com pessoas de uma região para exigir mudanças de empresas que poluem o meio ambiente;

Denunciar desperdício de água, ou pessoas que poluem uma determinada área;

Fazer com que outras pessoas se conscientizem sobre os problemas ambientais e passem a praticar atitudes em benefícios ao meio ambiente;

Exigir de autoridades mudanças em setores que estão poluindo, como, por exemplo, investindo na infra-estrutura de cidades para oferecer saneamento básico, água tratada, coleta seletiva de lixo, reciclagem;

Por fim, participando deste projeto e indicando a outras pessoas você já estará contribuindo para o meio ambiente, já que estará conscientizando outras pessoas a participarem deste projeto e conseqüentemente pressionando autoridades para aprovarem leis e projetos que visam a diminuição nos índices de poluição.

E como dito na introdução desta publicação, devemos ter hoje como mais um dia comum em nossas vidas, mas que tenhamos em mente questões ambientais e relacionando com nossas atitudes, de modo que não venham a prejudicar a natureza.

Vejam a notícia selecionada abaixo sobre o dia do Meio Ambiente.

05 de junho de 2007

Dia do Meio Ambiente alerta sobre riscos do degelo

Partes das regiões polares já se aquecem duas ou três vezes mais rápido que a média global

Reuters

TROMSOE, Noruega – O Dia do Meio Ambiente foi marcado nesta terça-feira, 5, por eventos alegres como plantio árvores e culinária usando o calor do Sol, na Ásia, mas também com a divulgação de informações pessimistas sobre as calotas polares.

A Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu Tromsoe, na Noruega, para ser a sede global dos eventos relacionados ao dia, ressaltando o perigo representado pelo derretimento do gelo e da neve.

Num dia ensolarado de primavera no Círculo Ártico – depois de um inverno que, segundo os moradores locais, foi preocupantemente ameno -, cientistas divulgaram novas advertências, mas também disseram que está crescendo o movimento político para limitar as emissões de gases causadores do efeito estufa.

“A mensagem para hoje é aceitar os sinais das mudanças no clima e elaborar um plano para solucionar os problemas”, disse Rajendra Pachauri, presidente do Painel Internacional sobre a Mudança Climática (IPCC) da ONU.

Na Grécia, a população pretendia apagar as luzes por dez minutos, para demonstrar seu compromisso com a proteção do meio ambiente.

A divulgação de novos relatórios sobre o aquecimento global aumentou a conscientização no mundo todo no último semestre, mostrou uma pesquisa da Universidade Oxford.

Os maiores poluidores do mundo, Estados Unidos e China, já indicaram que vão cortar as emissões de dióxido de carbono, e o assunto deve ser um dos principais da cúpula do Grupo dos Oito (G8) que acontece nesta semana. Mas há quem ache que o ritmo das providências está lento demais.

Um novo relatório da ONU disse que o derretimento do gelo e da neve das regiões polares e das montanhas terão efeitos até em países distantes.

Centenas de milhões de pessoas serão afetadas, com a elevação do nível dos oceanos, com problemas nos rios da Ásia e com o derretimento do Ártico. O texto Perspectiva Global para o Gelo e a Neve, escrito por mais de 70 especialistas, disse que os glaciares estão recuando, o permafrost (terra congelada) está se aquecendo e a precipitação de neve está ficando inconstante em muitas regiões.

Partes das regiões polares já estão se aquecendo duas ou três vezes mais rápido que a média global. O enorme Manto de Gelo da Groenlândia está derretendo mais rápido que a formação de gelo novo. Se ele derreter totalmente, os oceanos vão subir até 7 metros.

Se o nível do mar subir um metro que seja, 20% da população vietnamita, por exemplo, perderá suas casas, disse a ONU na terça-feira.

Estado de S. Paulo

“(…) mas também com a divulgação de informações pessimistas sobre as calotas polares”. Infelizmente não são informações pessimistas e sim realistas. Estes problemas, conforme já abordamos, são inevitáveis se continuar toda excessiva emissão de gases que intensificam o efeito estufa, que conseqüentemente aumentará a temperatura (aquecimento global) e a água que encontra-se no estado sólido terá grande parte de sua massa derretida e inundará muitas regiões.

“(…) cientistas divulgaram novas advertências, mas também disseram que está crescendo o movimento político para limitar as emissões de gases causadores do efeito estufa”. Não há dúvida que o movimento político para limitar essas emissões estão crescendo, mas o problema é que muitas idéias ficam apenas no papel, e para reverter à situação devemos aplicar urgentemente todas as propostas possíveis de serem realizadas para diminuir a degradação ao meio ambiente.

“Os maiores poluidores do mundo, Estados Unidos e China, já indicaram que vão cortar as emissões de dióxido de carbono, e o assunto deve ser um dos principais da cúpula do Grupo dos Oito (G8) que acontece nesta semana. Mas há quem ache que o ritmo das providências está lento demais”.

Como foi comentado, apesar de aumentar a preocupação com questões ambientais como o aquecimento global, precisam ser aceleradas as técnicas a serem aplicadas para começar a frear a emissão de gases poluentes, captar parte dos gases já lançados na atmosfera, como através do plantio de árvores.

Lembrando que amanhã (quarta-feira, 06 de junho de 2007) se iniciará a reunião da cúpula dos G8 (terá duração de três dias), em que será discutido como tema principal o aquecimento global, e esperamos que as propostas de soluções para os problemas ambientais sejam aplicadas para atingir os objetivos.

Veja ainda:

Os impactos das mudanças climáticas referentes ao IPCC

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.