IPCC pede a negociadores internacionais ações contra aquecimento global

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

IPCC pede a negociadores internacionais ações contra aquecimento global

Luana Lourenço
Enviada especial

Representantes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), entre eles o presidente do grupo, Rajendra Pachauri, fizeram hoje (7) uma apresentação do relatório-síntese do painel direcionada aos negociadores internacionais durante a 13ª Conferência das Partes sobre o Clima (COP-13).

Os representantes do IPCC costumam ressaltar que não fazem recomendações políticas, mas na sessão para apresentar o relatório às delegações na reunião da ONU Pachauri foi enfático: “temos bases científicas suficientes para clamar por ações mundiais”.

A versão síntese do relatório foi apresentada em Valencia (Espanha) em novembro. O texto afirma que o aquecimento global é inequívoco, traça cenários de elevação da temperatura na Terra e as possíveis conseqüências – aumento do nível do mar e savanização da Amazônia, por exemplo – e aponta estratégias de adaptação e mitigação.

Desde abertura da COP, na última segunda-feira (3), o trabalho do IPCC vem sendo elogiado por varias delegações e citado ao longo das reuniões plenárias e grupos de trabalho como a base científica para orientar ações de mitigação e até mudanças no Protocolo de Quioto.

Para o pesquisador José Marengo, do Instituto Nacional de Pesquisas Epaciais (Inpe), membro do IPCC, o trabalho do painel deverá influenciar a tomada de decisões na COP. “A própria decisão da Austrália de ratificar o Protocolo de Quioto foi baseada nos relatórios”, avaliou.

“Vamos esperar para ver se nessa segunda semana as negociações continuam nesse bom caminho, porque vai ser uma parte muito política, e geralmente a parte política ignora a científica”, acrescentou.

Ontem (6), Marengo e outros 200 pesquisadores lançaram na COP um documento intitulado “Declaração de Bali sobre o Clima por Cientistas” para cobrar o estabelecimento de políticas públicas em relação ao aquecimento global.

Ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 2007, junto com o ex-vice presidente norte-americano Al Gore, o IPCC receberá a premiação na segunda-feira (10) em Oslo (Noruega).

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.