Lula defende acordo com prefeitos e governadores para reduzir desmatamento

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Lula defende acordo com prefeitos e governadores para reduzir desmatamento

Marcela Rebelo
Repórter da Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu que governadores e prefeitos se comprometam a reduzir o desmatamento no país. Lula afirmou hoje (31), em seu programa de rádio Café com o Presidente, que a preocupação dos brasileiros com o meio ambiente vem aumentando. No entanto, na avaliação de Lula, é preciso adotar medidas mais rígidas.

“Cada vez mais o povo está tomando consciência de que nós precisamos cuidar do mundo que nós vivemos. O Brasil, nos últimos três anos, está conseguindo diminuir o desmatamento em 60%, o que é uma coisa extraordinária. E nós precisamos ser mais duros”, disse.

“Eu já pedi para a ministra Marina [Silva] mapear quais são as cidades que têm mais desmatamento para a gente convocar os prefeitos aqui, convocar os governadores e fazer um acordo, eu diria um compromisso, de que nós temos a obrigação de evitar o desmatamento”, completou.

O presidente reiterou que o governo brasileiro está cuidando da questão ambiental nos fóruns internacionais. “O ministro Celso Amorim, a ministra Marina [Silva] foram a Bali, na Indonésia, em que nós apresentamos uma proposta, reiteramos a proposta de Nairobi, que nós tínhamos apresentado. Ou seja, os países ricos, que são os que mais poluem o planeta, precisam assumir a responsabilidade de pagar pela preservação que os países mais pobres estão fazendo.”

Lula ressaltou ainda que o país vem se destacando na área de biocombustível. “Além de a gente estar diminuindo o desmatamento, o Brasil hoje é o país que tem maior conhecimento tecnológico na área de biocombustíveis, seja o etanol ou seja o biodiesel.”

O presidente lembrou também que, a partir de amanhã (1º), os postos de abastecimento de combustíveis serão obrigados a vender óleo diesel adicionado com 2% do biodiesel (B2). “É importante lembrar que a partir do dia 1º todo óleo diesel brasileiro terá 2% de biodiesel”, afirmou Lula.

 

Leia abaixo a íntegra da entrevista com o Presidente

Apresentador: Olá, você, em todo o Brasil. Começa agora o programa de rádio do presidente Lula. Tudo bem, presidente?

Presidente: Tudo bem, Luiz.

Apresentador: Presidente, chegou o final do ano e esse foi um ano bom para os brasileiros? Qual é a avaliação que o senhor faz sobre 2007?

Presidente: Luiz, eu acredito que nós tivemos 2007 um dos melhores anos dos últimos tempos no Brasil, por algumas razões. Primeiro, o povo brasileiro está acreditando cada vez mais de que o Brasil é um país que encontrou o seu caminho. Segundo, a economia está indo bem. Os salários estão crescendo, o emprego está crescendo. E é tudo que as pessoas desejam: tranqüilidade para viver com muita dignidade. E nós conseguimos não só ter um 2007 muito bom, Luiz, como nós estamos com uma visão muito otimista com relação a 2008. Porque a economia continua crescendo, nós achamos que muitos investimentos estão para acontecer agora, sobretudo as obras do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento], ou seja, que elas agora, entre fevereiro, março e abril, quase todas as obras vão começar a gerar emprego, ou seja, vão começar a produzir alguns efeitos que nós queremos, para melhorar a vida do povo, para gerar emprego e gerar distribuição de renda. Então, eu estou muito feliz. Eu estou feliz, estou satisfeito com as coisas que estão acontecendo, sabendo que a gente não pode achar que está tudo bem, ou seja, nós temos que fazer mais, temos que trabalhar mais, temos que ter muito mais garra, ter muito mais otimismo para que a gente possa garantir que o Brasil vai ter um longo ciclo de crescimento para recuperar as duas décadas e meia que nós não crescemos.

Apresentador: Existe uma previsão, presidente, de R$ 13 bilhões para as obras do PAC agora em 2008, previsão de criação de mais de 2 milhões de empregos. São dados que deixam o senhor otimista para esse ano novo?

Presidente: Muito, muito otimista. Ou seja, as coisas estão funcionando corretamente. Tudo que era problema nós fomos resolvendo, montamos um grupo gestor coordenado pela ministra Dilma [Rousseff], junto com o ministro Guido [Mantega] e junto com o ministro Paulo Bernardo. E, portanto, as coisas estão funcionando. Ou seja, eu penso que nós vamos ter um 2008, eu diria, melhor do que 2007, com mais emprego, com mais crescimento na economia. E aí nós temos que começar a preparar já 2009, ou seja, a gente não pode ficar achando que o Brasil não tem mais problema, está crescendo, o mundo está acreditando no Brasil. Tudo isso é verdade, mas nós podemos fazer muito mais e o Brasil precisa que nós façamos muito mais. E nós estamos colhendo aquilo que nós plantamos. Graças a Deus plantamos uma boa semente, estamos colhendo uma boa lavoura.

Apresentador: Você está ouvindo o Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. Agora, presidente, o ano de 2007 teve destaque também na área do meio ambiente. Por que é importante dar tanta atenção a esse setor?

Presidente: Porque, Luiz, cada vez mais o povo está tomando consciência de que nós precisamos cuidar do mundo que nós vivemos. O Brasil, nos últimos três anos, está conseguindo diminuir o desmatamento em 60%, o que é uma coisa extraordinária. E nós precisamos ser mais duros. Ou seja, eu já pedi para a ministra Marina [Silva] mapear quais são as cidades que têm mais desmatamento para a gente convocar os prefeitos aqui, convocar os governadores e fazer um acordo, eu diria um compromisso, de que nós temos a obrigação de evitar o desmatamento. Mas, mais importante de tudo isso, Luiz, é que, além de a gente estar diminuindo o desmatamento, o Brasil hoje é o país que tem maior conhecimento tecnológico na área de biocombustíveis, seja o etanol ou seja o biodiesel, que aliás é importante lembrar que a partir do dia 1º, sabe, todo óleo diesel brasileiro terá 2% de biodiesel. Nós ainda temos muita gente que não presta atenção na questão ambiental, mas é da responsabilidade de todos. Ou seja, se tem lixo na rua é porque alguém jogou. Se alguém jogou, é irresponsável. Ou seja, se as pessoas desmatam desnecessariamente, ou seja, sem discutir, sem discutir o manejo da própria floresta, a pessoa está sendo irresponsável. Mas eu, Luiz, estou satisfeito. Acho que as coisas estão andando, a questão ambiental nós estamos cuidando. Agora, o ministro Celso Amorim, a ministra Marina [Silva] foram a Bali, na Indonésia, em que nós apresentamos uma proposta, reiteramos a proposta de Nairobi, que nós tínhamos apresentado. Ou seja, os países ricos, que são os que mais poluem o planeta, precisam assumir a responsabilidade de pagar pela preservação que os países mais pobres estão fazendo.

Apresentador: Sua mensagem para o povo brasileiro para 2008.

Presidente: Olha, agradecer ao povo brasileiro. Eu quero agradecer a cada mulher, a cada homem, a cada criança do nosso querido Brasil pela compreensão, pelo apoio e dizer que a única razão pela qual a gente briga para ganhar a Presidência da República é para a gente poder executar algumas coisas que a gente a vida inteira acreditou. Eu acreditei que era possível melhorar o Brasil, eu acreditei que era possível diminuir a pobreza, da mesma forma que eu acredito que é possível melhorar substancialmente a educação nesse país e tenho três anos e meio para fazer. Ou seja, é como eu digo sempre: o bloco está na rua e vamos agora fazer as coisas acontecerem. Feliz ano novo a todo povo brasileiro e que Deus continue colocando a mão em cima do nosso querido país, em cima do nosso querido povo.

Apresentador: Obrigado, presidente, e até semana que vem.

Presidente: Obrigado a você, Luiz.

Apresentador: O Café com o Presidente volta na próxima segunda-feira. Um abraço para você, em todo o país, e um feliz ano novo.

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.