Mortalidade infantil: 30% ocorre devido à poluição

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Mortalidade infantil: 30% ocorre devido à poluição

Sábado, 28 de julho de 2007 – Em um mesmo sábado, 28 de abril deste ano, publicamos o primeiro conteúdo do site, agora estamos no 3º mês do projeto AmaNatureza. Continuamos agradecendo aos leitores do site, que estão aumentando constantemente e acessando cada vez mais as informações que publicamos. Para o próximo mês estamos preparando grandes novidades, reformulamos o nosso site, agora está bem mais completo e arrojado, com muitas novidades para os usuários desfrutarem e manteremos conteúdos de qualidade e cada vez mais importantes sendo publicados constantemente, na luta contra a degradação do meio ambiente.

Aguardem, dentro de poucas semanas estarão desfrutando de uma tecnologia arrojada, com uma fácil navegação e serão mais do que leitores, poderão interagir com muitas ferramentas do site, ir além de comentários em artigos. Enquanto isso continuem divulgando o projeto, indicando a amigos e familiares.

Agora, para iniciar um novo trimestre, vamos falar hoje sobre um dado que não tem nada a comemorar: o índice de mortalidade infantil, ocasionada pela poluição.

Infelizmente, mais de 4 milhões de crianças com idade inferior a 5 anos não resistem a fatores como poluição e morrem. Anexo a poluição, podemos acrescentar também a falta de tratamento de água e rede de esgoto e exposição a materiais do lixo que contaminam ainda muitas crianças que reviram lixões para “sobreviver”.

Estes dados são publicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que afirma afetar principalmente crianças de países subdesenvolvidos como o Brasil. Este índice de mortalidade causada por fatores relacionados à degradação ambiental, representa enormes 30% das mortes de crianças em todo mundo.

A agência de saúde da ONU divulgou ontem seu primeiro relatório sobre o impacto do meio ambiente na saúde infantil, apontando, entre outras informações, que as crianças demonstram sofrer um impacto diferente em seus diversos períodos de infância devido a mudanças de hábitos, já que comportamentos como colocar objetos na boca, engatinhar, brincar em parques com areia, aumentam o nível de exposição a possíveis contaminações destes em relação a idades posteriores.

Outro conteúdo a ser destacado no relatório é em relação a determinados efeitos da exposição a substâncias químicas que podem ser irreversíveis, analisando evidências de doenças como câncer ou doenças cardiovasculares em adultos estão relacionadas com algum tipo de contato com um agente químico durante a infância. Também é mencionado o surgimento de problemas como asma em crianças mais velhas e puberdade precoce ou retardada em adolescentes.

Ainda há relação de mulheres que tiveram contato com substâncias químicas durante a infância e depois apresentam problemas em sua gravidez como crianças que nascem abaixo do peso ou apresentam problemas más-formações, crescimento inferiorizado nas primeiras fases da vida e até morte pré-natal.

A contaminação por substâncias químicas é um grave problema a ser analisado, pois está incluído no índice de mortalidade devido a fatores como poluição, já que ainda é comum em países subdesenvolvidos ver materiais hospitalares que não são descartados em locais corretos, uma grande quantidade de lixões que não apresentam nenhuma segurança e até próximos a áreas urbanas ou mesmo tratando-se de gases eliminados por fábricas, automóveis que apresentam substâncias químicas que afetam seriamente a saúde, não apenas de crianças, mas também de adultos, incluindo idosos.

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.