Novas ações do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Novas ações do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc

Petrobras vai financiar despoluição na Baía de Guanabara, diz ministro

Alana Gandra
Repórter da Agência Brasil

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse hoje (8) que as obras de despoluição do Canal do Cunha, na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro, serão iniciadas em breve pela Petrobras.

Minc participou da cerimônia de posse da nova diretoria da Superintendência Estadual de Rios e Lagoas (Serla), quando informou já ter conversado sobre a questão com o presidente da estatal, José Sergio Gabrielli.

“Agora o Canal do Cunha virou uma questão nacional. Não é mais um problema do Rio de Janeiro. É um problema do país. Portanto, eu espero brevemente que essas obras comecem”.

Em maio passado, quando ainda era secretário estadual do Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc informou que a versão final das obras de engenharia estava em análise pela Petrobras, que financiaria a execução do projeto. Naquela ocasião, o atual ministro disse que as obras de recuperação e revitalização dos canais do Fundão e do Cunha e do seu entorno, na Baía da Guanabara, começariam em julho, devido ao aumento do custo do projeto, avaliado inicialmente em R$ 70 milhões, para cerca de R$ 280 milhões.

O Canal do Fundão e o Canal do Cunha encontram-se assoreados e poluídos, impedindo a circulação das águas da baía. Serão dragados e desassoreados cerca de 6,5 quilômetros de extensão dos canais. Posteriormente, a região receberá tratamento urbanístico e paisagístico, de acordo com informação da secretaria do Ambiente do estado.

 

Minc prevê linha de crédito para projetos de tecnologia limpa

Alana Gandra
Repórter da Agência Brasil

Nos próximos dias, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, se reunirá com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, com o objetivo de propor a abertura de uma linha de crédito especial, “com juros melhores, prazo e carência”, para projetos de tecnologia limpa.

“A tecnologia limpa tem de ser tratada diferencialmente em todo o país”, disse hoje (8) o ministro, durante solenidade de posse da nova diretoria da Superintendência Estadual de Rios e Lagoas (Serla), no Rio de Janeiro.

Ele anunciou que deverá ser assinado com a instituição e vários outros bancos públicos, entre os quais o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, além de bancos privados, um compromisso sócio-ambiental desses órgãos. A medida se insere na idéia de regularizar as cadeias produtivas e apoiar projetos de tecnologia limpa.

Através dos recursos de financiamento, os trabalhadores terão condições de certificação de excelência e de manejo florestal e agropecuário. “Nós temos de ter recursos para essa modernização e esse aumento de produtividade. Você não acaba com o desmatamento indo com a polícia atrás do cara que está com a motoserra”, explica.

Minc diz que a regularização da posse da terra, a demarcação e a recuperação de reserva legal são exemplos de processos que poderão ser contemplados com recursos. O ministro lembrou, ainda, que a recente medida provisória, estabelecendo o preço mínimo para produtos do extrativismo, como borracha, castanha, açaí, copaíba, guaraná, permite aos produtores obter financiamento para construírem galpões, frigoríficos e comprarem caminhões.

Segundo ele, cerca de 4,5 milhões de trabalhadores no extrativismo “vão se libertar, progressivamente, das mãos dos tubarões do atravessamento, dos grandes atravessadores”.

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.