Petrobras anuncia descoberta de campo que pode ser o terceiro maior do mundo

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Petrobras anuncia descoberta de campo que pode ser o terceiro maior do mundo

Petrobras anuncia descoberta de campo que pode ser o terceiro maior do mundo

Cristiane Ribeiro
Repórter da Agência Brasil

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Haroldo Lima, anunciou hoje (14) que a Petrobras descobriu um “megacampo” de petróleo e gás na Bacia de Santos, no Rio de Janeiro.

“É a maior descoberta dos últimos 30 anos no mercado de petróleo e este campo seria o terceiro maior do mundo”, disse Haroldo Lima.

Segundo Lima, o Campo Carioca fica perto do Campo de Tupy descoberto no ano passado. De acordo Lima, as reservas do novo campo são estimadas em 33 bilhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás associados), enquanto as reservas do campo de Tupy são estimadas de 5 a 8 bilhões de barris.

 

Ministro recomenda cautela na divulgação de dados sobre campo de petróleo

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje (14) que é preciso ter cautela em relação à divulgação do novo campo de petróleo e gás na Bacia de Santos.

“Não desejo nem desmentir nem confirmar. Recomendei que a Petrobras tomasse a posição oficial por parte do governo e tranqüilizasse de todas as maneiras o mercado, seja do ponto de vista da prudência ou das medidas que ainda terão que ser tomadas para uma avaliação mais segura daquilo que foi dito hoje em relação às descobertas”, disse Lobão.

O ministro disse que existem reservas de petróleo espalhadas por todo o Brasil, e é preciso anunciar a existência delas com segurança. “Não quero julgar o comportamento da ANP [Agência Nacional de Petróleo], mas dizer que o que vai ser feito daqui por diante será com a segurança devida, que a nossa responsabilidade impõe”, afirmou.

Sobre o leilão da usina hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia, marcado para o dia 12 de maio, Lobão disse que espera uma concorrência “até certo ponto acirrada”.

“Quanto maior ela for, mais segura será a nossa decisão e melhor para os consumidores brasileiros, que constituem o objetivo final da nossa ação”, afirmou.

O diretor de Engenharia da Eletrobrás, Valter Cardeal, disse que a empresa ainda não definiu como será sua participação e a de suas subsidiárias no leilão, e que os consórcios com a iniciativa privada estão sendo definidos. Segundo ele, a Eletrobrás vai entrar na disputa com o objetivo de tornar a tarifa mais baixa.

“Modicidade tarifária é uma tônica, é o nosso papel, a sociedade brasileira precisa disso”, afirmou Cardeal.

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.