Projeto de ações para biodiversidade

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Projeto de ações para biodiversidade

Ministério do Meio Ambiente lança projeto de ações para biodiversidade

Da Agência Brasil

O Ministério do Meio Ambiente promove workshop, a partir de hoje (20), para o lançamento do Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade (Probio 2). Essa versão será desenvolvida no período de seis anos. O objetivo é promover ações de conservação e uso sustentável da biodiversidade nas principais estratégias de planejamento e práticas dos setores público e privado em nível nacional.

No primeiro dia do encontro haverá palestras da secretária de Biodiversidade e Florestas, Maria Cecília Wey de Brito, sobre a importância da transversalidade para a elaboração de políticas públicas. Em seguida, falará o diretor de Conservação da Biodiversidade, Bráulio Dias, que apresentará os resultados gerais do Probio I.

O encontro vai até quarta-feira (22). Participam os atuais parceiros do projeto: a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, o Jardim Botânico do Rio, os Ministérios da Agricultura, da Ciência e Tecnologia e da Saúde, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), o Banco Mundial e a Caixa Econômica Federal.

 

Projeto quer que crianças e jovens sejam aliados no combate ao tráfico de animais

Da Agência Brasil

Teve início hoje (20) o projeto A Escola é o Bicho que faz parte das ações da Campanha Nacional de Proteção à Fauna, lançada da semana passada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pelos Ministérios do Meio Ambiente e Educação.

O objetivo do projeto é conscientizar crianças e jovens sobre a importância de se combater o tráfico e evitar maus-tratos de animais silvestres e capacitar professores como multiplicadores da ação.

Durante este ano, dez escolas particulares do Distrito Federal serão visitadas. A expectativa é levar informação a cerca de 2 mil estudantes.

“O Ibama está trabalhando fortemente em projetos de reintrodução de animais à natureza, mas tudo tem como aliado uma ampla campanha de conscientização da população. E nada melhor no início dessa conscientização que o trabalho nas escolas. É onde nós esperamos mudar essa realidade”, afirma o coordenador de Fauna do Ibama, João Pessoa Moreira.

Durante todo o período da manhã, alunos do 5° ano de uma escola particular de Brasília tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre o trabalho do Ibama e a importância da preservação do meio ambiente. No evento, eles assistiram a palestras de agentes do órgão e de organizações não-governamentais que trabalham em prol da natureza, além de apresentações de peças de teatro sobre o tema.

De acordo com dados do Ibama, por ano, cerca de 50 mil animais silvestres apreendidos chegam ao centros de triagem do órgão. “São dados muito preocupantes, que levam ao aumento do número de espécies ameaçadas de extinção”, alerta João Pessoa.

Segundo o coordenador disciplinar da escola, Luciano Brandão Gallo, o trabalho com os alunos é feito de duas maneiras: conscientização e contextualização, por meio de palestras, pesquisas e saídas de campo, nas quais o aluno vivencia o que aprendeu em sala de aula.

“Uma instituição de ensino forma cidadãos, então a vontade de ajudar a sociedade, de melhorar o mundo que a gente vive, faz parte da própria existência da escola. O trabalho do Ibama é muito importante e vem dar um amparo técnico e suporte para desenvolver esse trabalho de educação ambiental dentro da escola”, considera Gallo.

O Ibama espera levar o projeto a outras 20 escolas públicas do Distrito Federal. Para isso, está em negociação um acordo com a Secretaria de Educação para a realização de ações nas escolas da rede de ensino local. “Nós já estamos com um acordo de cooperação para ser assinado com o GDF [Governo do Distrito Federal] e pretendemos concluí-lo até o final do ano”, revela Moreira.

Depois do projeto-piloto em Brasília, A Escola é o Bicho deverá ser estendida aos demais estados do país a partir do início do próximo ano.

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.