Reciclagem de garrafas PET pode movimentar R$ 200 milhões por ano, afirma diretor

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

Reciclagem de garrafas PET pode movimentar R$ 200 milhões por ano, afirma diretor

Da Agência Brasil

Garrafas PETMais de um mês após a liberação do uso do plástico reciclado de garrafas tipo PET (usadas em refrigerantes) para produção de embalagens de alimentos, nenhuma empresa obteve ainda a licença para trabalhar nesse mercado, que segundo o diretor do Centro de Estudos Socioambientais Pangea, Antonio Bunchast, tem potencial de crescimento para movimentar quase R$ 200 milhões ao ano.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do PET, aproximadamente 51% de todo esse material plástico é reciclado, deixando outras 184 milhões de toneladas produzidas por ano nos aterros e lixões.

Para Antonio Bunchast, a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que permite o uso do PET reciclado para produzir embalagens de alimentos provavelmente irá aumentar a reciclagem desse material. “A probabilidade é que aumente a coleta do PET por parte dos catadores, já que vai haver um aumento da demanda desse produto”, explicou Bunchast.

Ele considera a medida “positiva do ponto de vista ambiental e positiva do ponto de vista da geração de trabalho e renda”. Porque não só “poupa recursos naturais, mas se torna um negócio viável para cooperativas de catadores de materiais recicláveis”.

Bunchast apontou ainda a importância da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que prevê a co-responsabilização dos produtores dos materiais na coleta dos resíduos pós-consumo. Ele usou como exemplo o caso das embalagens Tetra Pak, utilizadas em leite longa vida, e os copos descartáveis, que não são reciclados devido aos altos custos para o reaproveitamento.

“Não se pode produzir Tetra Pak de uma maneira difusa, sem um planejamento de como se vai recuperar aquele resíduo na natureza depois”, ressaltou.

Uma das empresas que pretende reciclar plástico PET para embalar alimentos, a Bahia PET, já utiliza um sistema de reaproveitamento aprovado na Alemanha. O diretor industrial, Waltencir Teixeira, explicou que a técnica de reciclagem usada pela empresa começa com uma lavagem química do material, depois passa por um processo de fusão a 280º C, para então ser filtrado.

De acordo com o diretor, ao final do processo, o material está “tão descontaminado quanto o material virgem”. Uma garrafa PET de plástico reciclado custa cerca de 15% menos do que uma feita com outro tipo de matéria-prima.

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

  1. vitor
    vitormaio 28, 2008

    nos temos que
    protejer
    o meio ambiente o mundo nao merse
    iso que nos. mesmos estamos
    fasendo. com ele
    ta na hora de dar um basta nisso
    noa a destruição da amazonia
    nao a queimadas
    nao a degradação
    nao a vida,
    nos mesmos nao podemos
    continuar assim
    ta na hora de
    amar o mundo amar
    a si mesmo
    porque quem destroi o meio
    ambiente nao se ama
    cada veis mais .o clima sta
    ficano quente.
    cada ves mais o munda pede.
    nao ao desmatamento
    diga nao ao aquesimento global
    eu cho que tinha que punir
    esas pessoas que prejudica
    ao ambiente pessoas
    que derruba arvores na amazonia
    esas pessoas da politica
    nao pensa nisso
    so pensao como eles vao viver
    so pensao no dia a dia
    deles so pensao en dinheiro
    esa e a verdade pq se eles parasen
    com esa corrupiçao o munda
    nao tava do jeito que ta
    o mundo nao stava pedindo socorro
    como pede hoje.
    cada ves mais a jeleira do polo
    norte sta derreteno
    isso nao pode continuar assin
    ta na hora de um basta:

  2. Sebastião Silva Hara
    Sebastião Silva Harajul 13, 2009

    estou contente em saber que os fabricantes de pet estão empenhados nessa luta de reciclagem
    pois vive 14 anos no exterior 70% no japão
    la o povo e super educado na quetão hambiental
    hoje faz 3 meses que estou na frente como presidente de uma associação chada ascolpin associação dos catadores de lixo de parintins gostaria que me passase os contatos com os compradores de residuos solidos reciclaveis pois em nosso deposito se emcontram varias toneladas de pet , papelão,aluminio,papel etc. domom arigato

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.