São Paulo testará ônibus movido a etanol no transporte público

Todos os dias publicamos novos conteúdos e conquistamos um número cada vez maior de usuários. A equipe do portal AMA agradece a todos os usuários que acessam constantemente este site, que já é uma referência nacional sobre preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. E lembre-se, não basta apenas conhecer os problemas, é necessário agir! Cada um fazendo sua parte, de forma consciente, ajuda a melhorar o ambiente em que todos nós vivemos.

São Paulo testará ônibus movido a etanol no transporte público

Renato Brandão
Da Agência Brasil

A cidade de São Paulo será uma das primeiras do Hemisfério Sul a testar ônibus movidos totalmente a etanol. Na manhã de hoje (23), foi oficialmente apresentado na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo o ônibus a etanol brasileiro, projetado pelo Centro Nacional de Referência em Biomassa (Cenbio), do Instituto de Eletrotécnica e Energia da Universidade de São Paulo (USP). A iniciativa faz parte do programa Etanol para o Transporte Sustentável, da União Européia – em inglês, Bioethanol for Sustainable Transport (Best).

O Best incentiva a substituição do diesel no transporte público urbano mundial por combustíveis menos poluentes, como o etanol brasileiro. Os veículos utilizados no projeto serão avaliados para demonstrar a eficiência energética do etanol. Os resultados serão encaminhados a uma comissão da União Européia, que fará recomendações para a formulação de políticas públicas que incentivem o uso do combustível alternativo na frota pública.

Entre a concepção e a apresentação do veículo, foram 22 meses de trabalho. Segundo José Roberto Moreira, professor aposentado do Instituto de Eletrotécnica e Energia, presidente do Centro Nacional de Referência em Biomassa (Cenbio) e principal articulador do Best no Brasil, cada ônibus a etanol custará de R$ 400 mil a R$ 500 mil.

Para Moreira, os ganhos para o meio ambiente compensam o preço mais alto que os ônibus movidos a diesel. “Você evita os gases de efeito estufa, que é uma contribuição para o mundo, e você evita esta poluição local, que aparece no escapamento dos ônibus e caminhões”, diz.

Segundo o professor, um ônibus movido a etanol poluirá 80% menos que um movido a diesel. “Em vez de colocar biodiesel no lugar do diesel, vamos colocar etanol no lugar do diesel”. Segundo o professor, o uso do etanol nos ônibus reduzirá em 90% a emissão de partículas e em 62% o lançamento de dióxido de nitrogênio, outro gás poluente. O etanol, ressalta, tem ainda a vantagem de não conter enxofre, principal responsável pela chuva ácida.

Moreira também alega que o motor diferente terá rendimento semelhante ao dos ônibus atuais. Segundo ele, o motor a etanol é tão eficiente quanto o movido a diesel e atende às exigências do Euro 5 – legislação que regulamenta a utilização de motores na União Européia e está prevista para vigorar a partir de 2009.

A desvantagem, no entanto, seria a diferença de preços entre os combustíveis. Hoje, o etanol está, em média, de 6% a 7% mais caro que o diesel. “Pode-se ser que a gente consiga tirar esta diferença graças ao auxílio dos árabes, que continuam insaciavelmente aumentando o preço do petróleo, ou a um incentivo fiscal que a gente conseguir”, avalia o professor.

Segundo Alexandre de Moraes, secretario municipal dos Transportes de São Paulo, dois ônibus movidos a etanol devem entrar em circulação até dezembro. Primeiramente, os dois veículos trafegarão pela rota de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), operada pelo governo do estado, no corredor que liga os bairros Jabaquara (zona sul) a São Mateus (zona leste).

A capital possui cerca de 15 mil ônibus que fazem o transporte público coletivo. Além de São Paulo, participam da iniciativa Dublin (Irlanda), La Spezia (Itália), Estocolmo (Suécia), Somerset (Reino Unido), Roterdã (Holanda), Nanyang (China), Madri (Espanha) e todo o País Basco (Espanha).

Agência Brasil

Sobre

Maurí­cio MachadoBiólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza e articulista com fundamentos e conhecimento para discutir assuntos voltados ao meio ambiente com uma visão crítica, analisando o tema de maneira radical e completa.Ver todas as publicações de Maurí­cio Machado »

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para publicar um comentário.